sábado, 8 de janeiro de 2011

"Cheio de Charme" de Marian Keyes










Título: Cheio de Charme
Tradução de: This Charming Man
Autora: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2010




    Tooodo mundo se lembra de onde estava quando ouviu a notícia de que Paddy de Courcy ia se casar. Entretanto, para quatro mulheres em particular, a grande novidade sobre o carismático político é especialmente importante...
    A consultora de estilo Lola Daly tem todos os motivos para querer saber quem é a pessoa com quem Paddy vai se casar - afinal, mesmo sendo a namorada do cara, ela não é, definitivamente, a noiva.
   A jornalista Grace Gildee conheceu Paddy há muito tempo. Mas por que será (ai, que ódio!!!) que ela não consegue esquecer o sujeito?
  A irmã de Grace, Marnie, pode ter a resposta. O problema é que ela também tem pendências a resolver com o passado. Do que Marnie precisa para levar sua vida adiante?
  E o que dizer sobre a futura Sra. De Courcy? Alicia fará qualquer coisa pelo noivo e está determinada a ser a primeira-dama perfeita. Mas será que ela conhece o verdadeiro Paddy?
  Quatro mulheres diferentes. Um homem terrivelmente sedutor. E o segredo sombrio que conecta a todos.




   Depois de tanto tempo, aqui estou eu pra falar do último romance da Marian Keyes lançado no Brasil e que parece ter vendido bastante nesse final de 2010.

   Uma primeira informação importante sobre o livro: é um daqueles que se pode chamar de Rated R, ou seja, censurado para menores de idade.  Por que? Porque "Cheio de Charme" trata de temas pesados. Vai de sexo, pornografia, até alcoolismo, câncer, depressão profunda e violência doméstica. Ufa! Lendo assim parece que a história é deprimente, mas não é. 

    Dos super grossos livros da autora, esse é o primeiro que não me deu vontade de pular páginas. Cada detalhe foi importante e interessante para o desfecho imprevisível da história. 

    Das quatro mulheres que se envolveram com o tal Paddy de Courcy, a que eu mais gostei foi a Lola. Ela era namorada de Paddy, mas foi largada e nem sequer avisada de que Paddy já estava de casamento marcado com outra. Lola fica tão arrasada que foge para uma pequena cidade litorânea. Apesar da dor de cotovelo, a vida de Lola é a mais engraçada. Ela entra em cada situação maluca! E as pessoas que ela conhece? Cada figura melhor que a outra. Como os capítulos do livro são divididos pelas personagens, eu sempre queria que os capítulos da Lola chegassem depressa. 

    A personagem Grace também é interessante. Comecei pensando uma coisa sobre ela, e com o passar da narrativa, minha perspectiva mudou completamente. Tudo graças à inteligência da autora. A história de Grace é a que mais teve reviravoltas, ao meu ver. Ela é quem lida com as outras mulheres de Paddy mais intimamente, afinal, uma delas é sua própria irmã Marnie. Eu não gostei muito da Marnie, mas não posso negar que ela é o retrato mais fiel de uma mulher marcada por um romance complicado. O que posso dizer... Marnie é intensa. 

    Sobre a noiva de Paddy, Alicia, não há muito descrito no livro. Ela não é uma personagem cativante. Por isso Alicia não tem muitos capítulos nessa história. Descrevo Alicia como uma chata, e deixo assim. 

    No final das contas, o romance de Keyes é sobre "o que parece ser, mas não é", ou "o que é pior ainda". 

    Ponto positivo para a construção dos personagens masculinos, que são muitos nesse livro. A começar pelo "charmoso" Paddy de Courcy; o sério Damien; o surpreendente Nick; o amigo Jem; o gatíssimo Jake, e, o inesperado Rossa Considine. Interessante como uma autora conhecida por construir personagens femininos fortes nos apresenta homens tão bem descritos. Achei isso uma novidade e gostei muito. 

    "Cheio de Charme" vale a pena ser lido e surpreende com suas histórias que se entrelaçam e terminam num desfecho brilhante. Cinco estrelas para o livro. 

     Até a próxima,
     xo
     Marcia




5 comentários:

  1. Nunca li nenhum dessa autora. Mas, morro de vontade e confesso que as capas colaboram para isso.

    :*

    ResponderExcluir
  2. POXA, eu quero muuuito ler este livro
    Parece bem legal.
    As capas dos livros desta autora sempre seguem o mesmo padrão né, uhuahsuhau
    isso é legal :D
    Adorei a resenah e o blog.
    Por isso estou te indicando dois selinhos que estão lá no blog ;)

    ResponderExcluir
  3. Eu amo os livros da Marian Keyes!!

    ResponderExcluir
  4. Excelente post!
    Para variar você conta os detalhes da história na medida certa! O suficiente para ter uma noção sobre o livro, e saber se faz meu estilo, sem estragar nenhuma surpresa.
    O livro parece bem interessante, e pelo que você contou, bem escrito. Nunca li nada da Marian Keyes, mas sempre tive curiosidade...
    Você recomenda algum título específico para começar? Porque esse me deu vontade de ler, mas é um livro mais "sério", né? Quando eu estiver no clima para um livro assim eu pego ele pra ler.

    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!
    Aliás, sou suspeita a falar. Tenhos todos os livros da Marian já lançados no Brasil, com exceção deste. Que já está na minha wish-list.

    Espero comprar logo. Mas o preço é tão salgadinho né? =S

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Não é permitido comentários anônimos neste blog;
Os comentários estão sujeitos à moderação.